Tem rolado parceria?

Aproveitei que a Isabela ainda estava na sua soneca da tarde para adiantar minha janta. E foi só colocar o prato no micro-ondas para ouvir ela chorando.

André, meu marido, estava na sala, e ouvi ele a pegando e tentando acalmá-la. O choro continuava e pensei em deixar minha comida de lado e ir lá.

Sei que se eu fosse ela acalmaria bem mais rápido. Ou, pelo menos, é nisso que meu ego quer acreditar.

Também sei da importância de confiar em nossos parceiros. E aceitar que outras pessoas fazem as coisas de jeitos diferentes da gente e às vezes em tempos diferentes da gente. E que isso não é ruim, é apenas diferente.

E quando falo em parceiros não me refiro só ao parceiro (ou parceira) da vida, do pai de nossos filhos. Também vejo que essa necessidade nossa de que as coisas sejam feitas exatamente do nosso jeito, no nosso tempo, muitas vezes se estende ao trabalho (colegas de trabalho, líderes, funcionários, sócios, fornecedores, etc).

Isso não quer dizer ser permissivo em relação aos parceiros. Meu marido poderia ter se feito de adormecido e esperado eu ir lá ver nossa pequena, o que teria sido muito errado. Não cobrar uma posição de um parceiro nos negócios que está em falta com seus compromissos, também.

Mas durante muitas situações colocamos expectativas nos outros que não condizem com os comportamentos dos outros. E fazemos isso porque queremos que as coisas sejam feitas do nosso jeito e o resultado é frustração e problemas na comunicação.

É importante que cada um saiba das suas responsabilidades e que tenhamos acordos claros com nossos parceiros. Quando sabemos o que se espera de nós e sabemos o que podemos esperar dos outros, as coisas fluem mais facilmente. E entenderemos que cada um fará sua parte do seu jeito, com comprometimento e de acordo com o que foi combinado.

E a Isabela? Ah, ela se acalmou. E quando percebi estava entrando na cozinha de mãos dadas com o André, sorrindo e falando “mamãe, papai vai me dar papa”. “Quem bom, Isabela! Coma bem.”

Comentário

comentários

Sem Comentários

Deixe um Comentário: