Carga Mental

Você se sente muito mais sobrecarregada com as responsabilidades de casa e filhos do que seu companheiro?

Mesmo quando os homens participam das tarefas de casa e filhos, geralmente o planejamento está centralizado na mulher.

E para isso chamamos de Carga Mental, que consiste em pensar em tudo para organizar a vida da família.

É um trabalho quase que invisível que faz o ambiente doméstico funcionar, como a preocupação porque logo vai acabar o papel higiênico e é preciso colocá-lo na lista de compras, lembrar de marcar a próxima consulta no pediatra, saber quando foi a última faxina na casa, renovar a matrícula da escola das criança, entre outros tantos exemplos.

Para poder dedicar-se a estas coisas, ou inclusive para delegá-las, primeiro é preciso pensar nelas. Geralmente é só a mulher que tem que pensar em tudo, já que o marido se coloca em atitude passiva e é preciso pedir-lhe para fazer as coisas. A mulher se transformou em uma “gerente do lar”.

O fenômeno foi descrito pela socióloga Suzan Walzer em 1996, em um estudo intitulado “Thinking About The Baby” (“Pensando sobre o bebê”). Depois de entrevistar 23 casais que tiveram filhos nos 12 meses anteriores à pesquisa, ela concluiu que as mulheres assumem o peso da educação das crianças e a manutenção do ambiente doméstico nos planos mental, emocional e intelectual.

E isso, fatalmente, traz impactos para a saúde, a qualidade de vida e para as carreiras das mulheres.

Bora dividir as tarefas e as responsabilidades também.

Comentário

comentários

Sem Comentários

Deixe um Comentário: