Super pai?

Eu tenho muita sorte em relação ao meu companheiro.

A divisão de responsabilidades dentro de casa sempre rolou.

Trocava fraldas numa boa. Ficava acordado de madrugada comigo. E por incontáveis vezes ficou com a pequena para eu dormir mais algumas horas.

Já levou no pediatra sem mim. É quem prepara a lancheira e a mochila da escola. Foi comigo em todas as reuniões escolares. E até negociou mudança de horário no trabalho para dar tempo de busca-la na saída da escola.

Realmente tenho sorte. Acompanho muitas mulheres no atendimento de coaching, mais umas tantas em projetos, rodas de conversa e encontros de mulheres. Sei que a média do comportamento de pais é uma tragédia sem fim.

E também sei que meu marido não faz nada que uma mãe-normal não faça. Mas, ainda sim, já ouvi muitas e muitas vezes que ele é um super pai.

O super pai é uma mãe normal. Pra eles, os louros e para nós, as cobranças.

Hoje vou comemorar com a pequena e com ele este dia. Celebrar as transformações que a chegada dela trouxeram pra vida dele.

Mas sem glorificar, sem enaltecer! E que mais homens possam assumir, de fato, suas responsabilidades e possam se permitir vivenciar uma paternidade real.

Comentário

comentários

Sem Comentários

Deixe um Comentário: